Capitão da areia


Confesso que já estava entre os lençóis, quando chegaste. Ao ouvido, cantaste-me esta canção e acordaste-me de um sono que pensava profundo. Recordaste-me as histórias, os sorrisos, o comprometimento. Deixaste-me assim. De sorriso rasgado e de lágrima no canto do olho. Vieste matar-me as saudades. E que saudades!
Tantas foram as vezes que me embalaste, da mesma forma que hoje o fazes. Sei-te longe. Mas ao mesmo tempo, tão perto. Nas tuas histórias fui sempre o capitão da areia e o pirata de alto mar. Fui sempre o gigante. O super-homem. O teu herói. E eu, pedia-te mais uma história, uma atrás da outra, como aquela que hoje me contas ao ouvido. Agora, a estrela és tu. A que me guia e me embala nesta viagem.
Posso-te contar um segredo? Estava mesmo a precisar de ti. De te sentir. Agora vou-te levar no meu sono e adormecer tranquilo e reconfortado, enquanto voltas para o teu lugar. Aqui, ao lado. No meu peito. Obrigado.

C

Ai Jesus

Get Real



Continuo um pouco em baixo, meio lamechas, a pensar na vida, no meu canto. E nestes momentos aproveito para entrar noutros mundos, noutras realidades. Depois do filme anterior, cujo final é fantástico, hoje vi um outro onde a coisa termina de forma mais dramática.

O Get Real, de 1999, conta uma difícil história de amor entre dois estudantes ingleses - um deles é o bonitão e mais popular da escola, que acaba por descobrir a sua real orientação - que se apaixonam mas que acabam por sofrer da dificuldade que é viver uma "vida dupla", do preconceito, da "diferença".

Aconselho vivamente, e uma vez mais deixo o link para donwload.

Shelter

Hoje adormeci tranquilo e sem sono apesar do adiantado da madrugada. Adormeci a sonhar, que um dia também poderia viver um sonho assim. Entreguei-me a um filme, que é, seguramente, um dos melhores de sempre na temática gay, onde se aborda as difíceis escolhas na vida, o respeito, a família, e a busca da felicidade.
Seguramente a não perder.

Letras

Há letras que parecem feitas para nós. Que podiam ter sido escritas por autores que não os originais. Letras das quais parecemos donos e ao mesmo tempo personagens principais. Letras que nos fazem chorar porque nos arrepiam de tão reais que são. Letras que nos dizem tanto que somos incapazes de dizer o quanto. Letras que são a nossa cara. Que são a nossa vida. Este é um desses casos.

Leva-me contigo

Post-it Love

Rihanna - Russian Roulette

Miguel Gameiro - Dá-me um abraço

Uma simples questão

Não temos todos o direito à felicidade?!

Casamento Gay

Katie Melua - The Closest Thing to Crazy

Ray ao Poder

Estava para aproveitar a ocasião mas pelos vistos, já não vai haver casamentos gays nos casamentos de Santo António. Vou ter que rezar apenas ao meu santo. É uma pena.

Por outro lado queria destacar as declarações de D. Duarte. O nosso "Ray" quer que se aprove também a poligamia (a Isabelinha também deve concordar). Eu acho até bem, desde que seja consagrada a poligamia gay. Abaixo a descriminação.
E também gosto da parte em que ele diz que é a favor da adopção por casais de lésbicas, por gays é que já não. Esses malandros que levam e dão no deles lá têm moral para educar crianças? Deixemos isso para elas. Os "paneleiros", esses imorais e tarados, que brinquem com bonecas.

Força D. Duarte! Gay, perdão, Ray ao poder! Isso sim, é de um país de homens!

IGUALDADE


Não poderia deixar de passar este dia que considero histórico.

Spread - Playboy Americano

Não é novo, mas só agora o vi. Para quem ainda não viu aqui fica um trailer para abrir o apetite.
Vale mesmo a pena!



Momentos

Há momentos assim. Em que te dá uma vontade louca de fugir. Em que te dá uma vontade louca de falar mas não tens com quem. Em que te apetece desaparecer para um lugar qualquer onde estejas só. Em que te apetece apenas gritar. Soltar a tua revolta. Libertares-te de uma tensão que te tolhe o pensamento e te descoordena os movimentos. Em que possas exteriorizar as tuas emoções sem condenações. Há momento assim. De pura revolta contra quem se julga dono da verdade e se esqueceu da educação. A música acalma, mas não é suficiente. Mas é a única coisa que há neste momento, impedido que estou de ir para esse lugar.

Harry Potter

Se os livros tivessem mais fotos assim já tinha lido algum, confesso.