Lindo

Vi isto num blogue e não hesitei em colocar aqui. É do mais ternurento que já vi, apesar da simplicidade. Lindo.

Adele - Chasing Pavements

Porque falei em boa música, seria impossível não destacar esta música extraordinária de Adele, a britânica, que a imprensa inglesa já catalogou de nova "Amy Winehouse". Tem apenas 20 anos... Atentem na letra!




Eu, não vou desistir. De tentar ser feliz, à minha maneira, com que amo, nem que tenha de encarar de frente o mundo e quem vai o vai "custeando" com a sua cobardia.

New Soul

A música fantástica que o Mac ajudou a promover. É de uma franco-israelita de nome complicado - Yael Naim. Uma das minhas músicas do momento.

A Lua

Foto: Cassini Imaging Team, SSI, JPL, ESA NASA


Um dia ainda hei de ir até ao teu encontro... contigo.

Abre as asas!



Tu que choras aí escondida, tu que não reconheces mais o teu mundo, tu que te julgas perdida, está na altura de abrires as asas e voares para uma outra ilusão, esquecendo aquela que hoje te molha os olhos e a alma.

Sei bem o que sentes nesta altura, sei bem o que sofres e choras. Já passei por isso. Aqueles dias em que julgamos que o mundo conspirou contra nós e em que não percebemos as "partidas" do destino e os erros que teima em nos fazer cometer.

Hoje, escrevo por ti e para ti. Sei que lês. Hoje choro contigo se for preciso, à espera que o mundo seja capaz de te devolver as forças que te faltam e te dê a felicidade que julgas perdida. Talvez estejamos condenados a sofrer antes de podermos rasgar um sorriso. Talvez estejamos condenados a errar em catadupa antes do nosso olhar brilhar com a intensidade que merecemos.

Mas de nada vale continuarmos a chorar. Há "erros" que só nos devem dar força para continuarmos a lutar e conquistarmos a felicidade que tanto fazemos por merecer. Sim, a vida é complicada. Se é. É difícil. Pesada. Mas há-de ter sempre uma recompensa. Por mais que em determinadas alturas nada nos seja capaz de fazer acreditar.

Por isso, te digo que está na altura de "abrires as asas" e pensares que a "despedida pode ser um recomeço". O mundo é grande demais para nos sentirmos sós e abandonados. E por mais que achemos que as forças nos faltam, há sempre lá bem no fundo uma reserva para estas alturas. Beijo miúda. Torço por ti!

Per7ume...

... vou sentindo o teu, aqui escondido entre os lençois. O tempo não me dá vontade de sair da cama e bem que gostava que aqui pudesses estar comigo. Eu sei que tu também, já me confidenciaste. Enquanto, fecho os olhos e deixo que a música me leve ao teu encontro, neste Intervalo da tua presença. E sim, estou com aquele "sorriso parvo", porque estou a pensar em ti :).


3 meses

Duas músicas, dois momentos ... o mesmo sentimento. Sei bem que não gostas de datas e/ou comemorações de aniversários, mas gosto eu :). Sou feliz ao teu lado e sabes bem que muito e espero que te continue a fazer a ti. Amo-te, lindo!



Gay? Talvez...

Num determinado concerto, uma determinada cantora, começou a entoar "Lonesome Town" de Ricky Nelson. Atrás de mim, alguém disse "Ah, já sei qual é esta. É aquela que é muito gay!". Não conhecia. Esperei para ouvir. Depois tentei perceber o que é ser uma música "muito gay". Ora, se é gay, porque tem uma letra lindíssima, se é gay porque tem uma melodia excelente, se é gay porque é uma música brilhante, então talvez estaremos perante um elogio. E assim sendo, a essa pessoa, OBRIGADO!

Minimal Sounds

Não me canso de ouvir. Esta. Outras. Todas. De olhos fechados, "levito" contigo e com ela. Rita, para quando o próximo álbum?

Topo do Mundo



(...)


Eu pulo do alto da torre
Só por você
E subo no topo do mundo tentando
Encontrar, seu olhar
Riqueza nem ouro eu tenho a oferecer

(...)

Só tenho no peito o tesouro guardado
Pra te dar, te amar

O que você quiser tem em mim
Tudo que há em mim eu te dou
Tudo tudo tudo, amor
Tudo tudo tudo

Lenços

A cada segundo mais forte. Em cada momento mais intenso. Em cada instante uma certeza. O nosso amor é lindo :D! Amo-te!




Viðrar vel til loftárasa - Sigur Rós

Deitados na cama dos sonhos, trocamos olhares e repartimos emoções. Vemos este vídeo e pensamos o quanto todos mereciam estarem tão felizes como nós. Já só usamos o plural, já pensamos e vivemos como um só e a cada dia que passa, parece que a paixão não conhece limites. Hoje, contemplamos a vida, nos braços um do outro e sorrimos ao futuro. E em surdina dizemos um ao outro: Amo-te!

Home

Hoje ele não vai voltar. Não vai regressar ao teu canto. Não te vai dar o beijo de boa noite que te habituou. Hoje, apenas te faz chorar, apenas te colocou assim, perdida no mundo, com um sentimento de que tudo desabou, quando nada o fazia prever. Sei bem que nada posso fazer, a não ser estar aqui, escondido e em silêncio, escutando de longe o teu choro e estendendo a mão sempre que precisares. Abracei-te e chorei contigo, como já me ri antes. Os amigos são para isso. Sei bem que não vais ler isto mas sabes bem, que andarei por aqui. Mas, por enquanto, chora. Não tenhas vergonha. E se quiseres, eu choro contigo...

Saudade

É a 7ª palavra do mundo mais difícil de traduzir. E de sentir, também.

Havia necessidade...

... de teres precisado de um "susto" para tomares consciência? É o eterno e sempre actual dito popular "casa roubada, trancas à porta". A que eu acrescento um ainda mais actual: Maldito Tabaco!

Realize...

Será que esta miúda, só sabe fazer boas músicas? Colbie Caillat, uma vez mais excelente.

Amor sentido...

Há dias que passam, saudades que ficam e sentimentos que crescem. É assim que me sinto. Feliz por andar feliz. Bem sei que às vezes não sou capaz de esconder um defeito terrível que tenho - talvez um entre muitos. Mas o medo de perder quem se ama, dá nisso...


Hoje é mais um dia em que acordei com um sorriso rasgado, porque me fizeste adormecer também com um. Hoje é mais um dia em que me apetecer gritar ao mundo o quanto me sinto preenchido por ti. Ontem, enquanto caminhávamos por um lugar que te provoca aquele brilhozinho nos olhos que tanto gosto, pensava em mim e na minha vida. Aquela que dia, após dia, já não sou capaz de imaginar sem ti.

Quanto te "roubei" um beijo com o rio de fundo, lembrei-me do nosso primeiro. Lembrei-me do momento em que te conheci e em tudo aquilo que vivemos a partir dali. Desde a minha teimosia em achar que te devia proteger de tudo e de todos, desde o que chorei por te ver dar passos em falso, do muito que sorri por te ter como companhia. Talvez tenha demorado a perceber que mais do que uma necessidade estranha que sentia em que te proteger, estava ali a nascer um amor... um grande amor.

Hoje lindo, gostava muito de ter dado à minha mãe o beijo que lhe mandaste. E tenho a certeza, tal como te disse, que um dia ela não se vai importar de o receber. Porque virá de quem ama e de quem faz o filho dela tão feliz.

Que estes momentos porque passamos se continuem a propagar no tempo, que continuemos a sentir saudades, ciúmes e uma vontade "gigante" de estarmos juntos. Que a estes dois meses, muitos, mas muitos mais se juntem. Amo-te Jorge!


Suspirando pelas férias...


O tempo não tem sido muito para escrever. E quando há algum livre, ele é passado na melhor companhia possível sem direito a distracções blogosféricas :). Acho que percebem.

Nos últimos dias, e tirando a preocupação de sempre, vou-me distraindo a pensar nas férias, naquelas que tardam em vir. Mas não me canso de pensar num "retiro" com a companhia de quem amo e com amigos num local especial.

Esse local é que ainda não está decidido. E aceitam-se sugestões :).

Ah, é verdade já me esquecia. Amo-te lindo :).

I am Yours...

E sou mesmo.