Danger!

Damien Rice - Amie



Saudade

Nos últimos dias tenho estado assim, com saudades tuas e muitas. Cada vez mais. Não há meio da semana passar, de voltar a ver o teu sorriso ou o teu olhar. Enquanto isso, vou revendo na cabeça as memórias que ela teima, felizmente, em não apagar. De cada vez que a saudade aperta olho para o lado. Não estás por cá, mas tenho algo que me faz lembrar de ti a cada instante. Só ele sabe como tenho sentido saudades tuas e como nele tenho encontrado o abraço que me tem faltado. Tenho sentido o coração apertado e uma vontade cada vez maior de te abraçar. Mas, no entretanto, tento viver e ele bate... por ti.

Cidade Condal


Não acreditaria em cenários idílicos se não tivesse feito parte deles e não acreditaria em momentos irrepetíveis se não os vivesse. Mas, uma viagem que conta com a melhor das companhias, num cenário perfeito, onde há espaço para rir, para sonhar e até chorar, onde conseguimos divertir-nos tanto e onde se chega à conclusão que o tempo passou a correr, só pode ser considerada uma grande viagem.

Barcelona é aquilo que se sabe, uma cidade monumental, com um odor de arte intenso, com uma grandiosidade que é difícil igualar. Não será tão romântica como Londres, ou sequer tão apelativa às noitadas, mas é seguramente imponente pela sua dimensão mas, igualmente, pela sua beleza. Sagrada Família, Park Guell, Porto Olímpico ou Ramblas dispensam apresentações, mas exigem uma visita para quem não conhece...

É claro que por mais esbelta que Barcelona pudesse ser, não teria metade do interesse, caso a companhia não tivesse sido tão boa, mas foi. O meu amigo J, deu-me o prazer de embarcar comigo numa aventura que não esquecerei tão cedo e que vou querer repetir. Foram dias muito bem passados e que, com muita pena, já ficaram para trás. Eu, pelo menos, já tenho saudades. E não é só de Barcelona.

Abraço a todos e as nossas desculpas pela ausência de postagens no blogue, mas foi por uma boa causa. A partir de hoje, regressei do sonho à realidade - e ao Sexual_Feeling também.

Barcelona...

"Barcelona Es Teva..."



Até ao regresso... :)

If You Were A Sailboat...

Insónias

Não consigo dormir. Fecho os olhos, deito a cabeça, mas o sono não vem. Sinto-me estranho. Como que com uma vontade imensa de soltar um grito contido e com uma saudade tremenda de tudo e de todos - minto, talvez não seja de todos. Hoje apetecia-me um abraço, daqueles longos e apertados. Vou voltar a deitar-me e tentar sonhar com ele...



"Roubado" de forma descarada ao blogue Felizes Juntos

Descubra as diferenças...

Ou é de mim, ou há de facto semelhanças curiosas entre duas das personagens do filme "Sweeney Todd" e outras duas pessoas. Uma delas é inclusive portuguesa e durante o filme foram várias as vezes que me lembrei dela, mas não me lembrava do nome. Mas o mistério está desfeito. Digam lá se a Rita Andrade não poderia ser o apaixonado de Johanna ou se o Johnny Depp não se lembrou, uma vez sequer, da Cruela quando fez a sua caracterização... Ou então, são apenas delírios meus :).




One Republic

O álbum "Dreaming out Loud" dos One Republic é de facto excelente e aconselhável a todos aqueles que apenas conhecem o "Apologize". É que há muito e de muito boa qualidade para descobrir deste grupo norte-americano. Já aqui tinha colocado aquela que é para mim a melhor música do álbum e agora deixo-vos mais uma... "Mercy".

Swenney Todd - o "Flop"?


Fui ontem ver o musical de Tim Burton: "Swenney Todd-O Terrivel Barbeiro de Fleet Street". Tem sido claramente um filme gerador de opiniões controversas e quase de amor-ódio. Há quem o considere excelente, mas também há quem não lhe poupe críticas violentas.

Para mim estará longe de ser um filme de eleição, ainda assim talvez não embarque na "onda" de que seja um filme completamente falhado por parte de Tim Burton. Elogiosas quanto a mim as prestações de Johnny Depp (Swenney Todd) ou mesmo de Helena Bonham Carter (Mrs. Lovett). E excelente o filme no que toca à fotografia, ao guarda-roupa, à montagem ou mesmo aos cenários, cinzentos mas eficazes.

Nesse aspecto, "Swenney Todd", é claramente um filme merecedor dos mais rasgados elogios. Porém, como a maior parte dos filmes do género peca em algumas coisas que o "puxam" rapidamente da excelência para a vulgaridade. O enredo é demasiado simples, curto de ideias, sem magia que possa prender os espectadores ao ecrã e alturas há em que é pouco mais do que aborrecido.

A monotonia trazida por músicas repetidas, por diálogos interrompidos e pela falta de acção e interacção entre os actores conseguiram, por vezes, exasperar-me. A opção pelo excesso de músicas ao longo de todo o filme, faz com que os espectadores percam o interesse e desliguem verdadeiramente da razão principal do mesmo.

Depois, o excesso também das mortes em série, já na parte final do filme, que em nada acrescentam ao enredo e tornam-se apenas "espectáculos" de sangue. Fáceis de prever, mas difíceis de entender, tal a "leveza" com que são adicionadas.

Era um filme que queria efectivamente muito ver mas que ficou, claramente, abaixo das minhas perspectivas. Não sendo péssimo, estará muito longe de ser bom. E não estaria à espera da razoabilidade por parte de Tim Burton. Há demasiados "falhanços" no enredo e que seguramente poderiam ter sido torneados.

Nem tudo o que parece é...

Falta uma semana...

Dia dos Namorados

Hoje é dia dos namorados, e eu nao tenho um. :(

Árvore|Amizade

Alguém muito especial, num dia especial para mim, ofereceu algo muito especial, uma árvore. Podemos estar fisicamente separados, mas a árvore, estará sempre lá. Pode parecer ainda pequena, tal como aquilo que ela representa, uma amizade, mas há-de crescer muito mais. Espero eu.
Está lá plantada no meu jardim ainda pequenina e frágil, vai precisar de ser muito bem tratada para continuar a crescer e poder florir ficando então mais bela. Conto contigo para me ajudares a cuidar dela.
Vou ser mórbido ao dizer isto, mas mesmo que um dia algum de nós parta para onde quer que seja, ela ficará cá para simbolizar esta amizade tão especial. Adorei a prenda, amigo. Mas, sem dúvida a melhor prenda são as pessoas especiais como tu que me fazem querer viver cada dia com um sorriso, e assim continuar a completar mais anos. Infelizmente nem tudo é recíproco, mas pelo menos deixa que este sorriso parvo que me ofereceste, eu, te retribua durante muito e muito tempo. Adoro-te amigo. :)

P.s.: prometo que depois coloco fotos da Magnólia quando tiver flores.

Prémios

O tempo tem sido pouco e nem sempre nos permite vaguear como queremos pela blogosfera e mesmo os posts por aqui têm sido curtos. Mas hoje, resolvi parar para agradecer convenientemente os prémios atribuídos pelo blogue Felizes Juntos a este modesto "recanto" que mais do que nosso, já é vosso também. Tristezas, alegrias, humor, tudo tem passado por aqui, com mais lágrimas ou mais sorrisos, o que é certo é que espero que estes primeiros seis meses de blogue tenham agradado aos leitores diários. Escrevemos de nós, mas para vós.

Por isso, foi com enorme satisfação que vi os prémios atribuídos por um blogue que é minha leitura diária, pelos ensinamentos de vida, pela alegria e pela forma como me vai ajudando a caminhar neste trilho que ainda é assustadoramente novo para mim. O Zé e o Paulo, mesmo que não os conheça, são já duas referências na vida e na blogosfera e por isso mesmo a atribuição deste prémio simbólico foi recebida com satisfação.

PRÉMIO AOS ASSUMIDAMENTE ALEGRES - o amor é um lugar estranho


PRÉMIO DA AMIZADE,
DA BOA DISPOSIÇÃO E MAIS NÃO SEI QUÊ (sei, mas não digo) - cada post é quase um muro contra o qual choco, mas vale a pena acreditar



Obrigado!



Come home...

Também eu luto. Também eu espero pelo dia em que regresses a "casa". Também eu peço, diariamente, em sussurros repetidos o teu regresso - ou deverei dizer ingresso - no meu coração.
Aqui fica uma música extraordinária dos "One Republic"...

Para o relax...

Desafio

Conta as pessoas e espera até elas trocarem de posição e depois conta de novo. 12 ou 13? Eis a questão :).

Image Hosted by ImageShack.us

Feliz

Há dias assim. Em que a felicidade dos outros nos deixa ainda mais felizes. Em que quando provocamos sorrisos, regressamos a casa com o coração preenchido. Em que o mundo parece perfeito, quando iluminado por um sorriso lindo e sincero. Em que ficamos com aquele sorriso "parvo" que não conseguimos esconder. Hoje, foi um desses dias. Um dia em que vou adormecer feliz, porque senti que fiz alguém, por um pequeno instante que fosse, feliz. Continua com esse sorriso arrebatador, luminoso e expressivo, é a única coisa que peço neste teu dia especial.


Ter ou não ter...

"A vida já é curta e nós encurtamo-la ainda mais desperdiçando o tempo"

Victor Hugo




Ter ou não namorado por Carlos Drummond:

"Quem não tem namorado é alguém que tirou férias de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, de lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia.

Paquera, gabiriu, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado mesmo, é muito difícil.

Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção.

A proteção não precisa ser parruda, decidida, ou bandoleira; basta um olhar de compreensão ou mesmo aflição.

Quem não tem namorado não é quem não tem amor: é quem não sabe o gosto de namorar.

Se você tem três pretendentes, dois paqueras, um envolvimento, e dois amantes, mesmo assim não pode ter namorado.

Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.

Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou largatixa e quem ama sem alegria.

Não tem namorado quem faz pactos de amor apenas com a infelicidade.

Namorar é fazer pactos de amor com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugidia ou impossível de durar.

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas; de carinho escondido na hora em que passa o filme; de flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar; de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.

Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'água, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos ou musical da Metro.

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado.

Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais.

Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.

Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo e quem tem medo de ser afetivo."

Por quem não esqueci ...

Vi isto aqui e resolvi "roubar". Talvez porque a letra se encaixe tanto na minha vida e na vida de muita gente. O original é dos Sétima Legião, uma banda portuguesa que nasceu em 82 (mais velha do que eu) e da qual fazia parte por exemplo Rodrigo Leão. Esta música foi um dos sucessos. Fez parte do LP de 1989 "De um Tempo Ausente". Mas, que me perdoem os Sétima Legião, esta versão é, quanto a mim, de longe mais bonita e conheceu sucesso pela voz inconfundível do Tim dos "Xutos". É esta que vos deixo, bem como a sua letra extraordinária.




Há uma voz de sempre
Que chama por mim
Para que eu lembre
Que a noite tem fim

Ainda procuro,
Por quem ñ esqueci
Em nome de um sonho,
Em nome de ti

Refrão
Procuro à noite, um sinal de ti
Espero à noite, por quem não esqueci
Eu peço à noite, um sinal de ti
Por quem eu não esqueci

Por sinais perdidos
Espero envão
Por tempos antigos, por uma canção
Ainda procuro, por quem não esqueci
Por quem já não volta, por quem eu perdi

Porque somos eternamente crianças...

Hoje apeteceu-me ouvi-la. Esta e muitas outras, que preencheram o meu imaginário enquanto criança. Com elas, abri um sorriso e viajei no tempo. Enfim, de regresso. Mas ainda não consegui largar este sorriso de puto que trouxe comigo. Boa noite e bons sonhos a todos!




"A whole new world
A new fantastic point of view
No one to tell us no
Or where to go
Or say we're only dreaming"


Bob

Nasceu faz hoje 63 anos, um dos maiores músicos que o mundo já conheceu. Chamava-se Roberto Nesta Marley, mas o mundo baptizou-o de Bob Marley. O Rei do Reggae já nos deixou em 81, mas a sua música essa, permanecerá para sempre!

Para ti...

Sei bem que não o lês. Sei bem que já não é para ti. Mas permite-me a ousadia de escrever aqui, o quanto gosto de ti, hoje em especial. Podes já não ser como eras, mas o meu amor por ti, esse cá continua sempre. Podes ter um olhar mais triste hoje, mais cansado, mas não vou esquecer as brincadeiras, os olhares cúmplices, tudo aquilo que um dia me fez sorrir. Não vou esquecer jamais o que sempre me ensinaste, a mão que me deste, o carinho que nunca negaste. Hoje, cabe-me a mim cuidar de ti. Como sempre prometi, a quem um dia nos deixou sem um aviso prévio. Hoje, sou eu que te amparo, que te protejo, hoje sou eu que sinto a responsabilidade de tar em dobro aquilo que sempre me deste. A destreza não é a mesma, a saúde também não, mas sinto no teu olhar que o amor é o de sempre. E desse, não vou abdicar nunca. Hoje, é um dia especial para ti e para mim também. Porque continuo a ter-te ao meu lado, a poder dar-te o beijo de sempre, a sentir-me protegido. Hoje, mais do que nunca. Parabéns!


Uma mão que não é minha...

Mas tua. Por mais que um dia a pudesse ambicionar. E um dia há-de vir alguém que ma irá "roubar" deste empréstimo que, dia após dia, contraio. Espero é que o futuro "dono" a segure com a mesma força e que a trate com a leveza que um dia ainda ousei pensar tratá-la. Que seja capaz de sentir um vazio por cada momento em que não a segure e que não tenha vergonha de rasgar um sorriso de cada vez que a tocar. Que se sinta protegido e preenchido. Que encontre nela a força para correr o mundo e afastar tristezas...
A vida é, de facto, uma constante tentativa/erro. Pena é o erro às vezes doer tanto que nos impede de voltar a tentar...


Humor



Há poucos, mas há!


Há os conhecidos, os colegas ou os amigos. Há os indiferentes, os distantes ou os diferentes. Há os maus, os bons ou os especiais. Há os ausentes, os intermitentes ou os presentes. E há aqueles como tu. Um amigo diferente, especial e sempre presente. Que não vai e vem com o vento, que não liga e desliga como a luz, que não aparece e desaparece como a lua, mas que brilha sempre como o sol. Não há muitos neste mundo, mas eu tenho um. Sou um homem de sorte!


"Amigo é coisa prá se guardar
Debaixo de sete chaves(...)
No lado esquerdo do peito"




P.S. Hoje foi um dia feliz. Um dia em que venci uma etapa importante e pude vislumbrar um novo patamar na minha vida profissional. Hoje foi o dia, em que os meus amigos e a minha família não se esqueceram de sorrir comigo. Só por eles, vale a pena triunfar.